Indiano criou uma geladeira que não usa eletricidade

Já viu essa? Um indiano criou uma geladeira que não usa eletricidade, que não emite gases tóxicos e que é capaz de resfriar alimentos até uma temperatura de 8° C? Pois é verdade, o indiano Mansukhbhai Prajapati não só pensou nisso mas criou uma.

img-mitti-refrigerator-02Prajapati trabalhava em uma fábrica de cerâmicas, criando recipientes desse mesmo material. Em seu trabalho ele observou a capacidade da cerâmica manter baixas as temperaturas de alimentos estocados dentro dos recipientes, dessa observação ele teve a ideia de criar um refrigerador do mesmo material ao qual ele estava acostumado a trabalhar e sem o uso de eletricidade ou quaisquer materiais poluentes.

A razão fundamental para se possuir uma geladeira é manter a comida resfriada. Baixas temperaturas ajudam a manter a comida fresca por mais tempo. A ideia básica por trás da refrigeração é diminuir a velocidade da atividade das bactérias (que existem em todos os alimentos) fazendo com que elas demorem mais para estragar os alimentos. Nos modelos antigos o líquido responsável por fazer o resfriamento dos alimentos era responsável por fazer grandes estragos à camada de ozônio. Os modelos recentes de refrigeradores não possuem tais riscos mas a troca é um processo lento, de maneira que ainda possuímos muitos deles por aí. Já a criação de Prajapati, o MittiCool dispensa tudo isso.

O pequeno refrigerador possui um preço de mercado de aproximadamente R$ 135,00. Funciona com o mesmo princípio das demais geladeiras que é a troca de calor do ponto mais quente para o mais frio, porém funciona a base de água, concentrada na parte superior do produto, que escorre pelas paredes internas ao evaporar. A geladeira é composta a partir de quatro tipos de barros e é capaz de suportar o calor de 40° da Índia.

A empresa onde o inventor desenvolveu o produto já emprega 20 pessoas na sua fabricação. Foi elogiada por diversas iniciativas ambientalistas por não usar gases poluentes e pelo consumo zero de energia elétrica. Por esse preço, eu estou morrendo de inveja dos indianos. Tomara que a empresa continue crescendo e comecem a exportar. Para mais informações, consultem o site da empresa: http://www.mitticool.in/